Tagged: Nintendo Wii U

Kamen Rider Battride War II

Battride invadiu o PlayStation 3 no ano passado e causou comoção. A esperada sequência do jogo, Kamen Rider Battride War II, já está no forno, excelente notícia para a grande legião de fãs de Kamen Rider. Confira o teaser de anúncio:

O título original é um musou estilo Dynasty Warriors que conta com a presença de diversos personagens marcantes da franquia. Para a sequência, a Namco prometeu mais personagens, transformações e golpes especiais.

Desta vez, o foco do game deve ser os longa-metragens de Kamen Rider, então se prepare pra ver algumas versões especiais que não davam as caras na telinha já há algum tempo, com destaque para o retorno do ator Mitsuru Matsuoka.

O jogo quebra a exclusividade com a Sony e será lançado para o PlayStation 3 e Nintendo Wii U, no dia 26 de junho, a um valor aproximado de R$ 199, 99.

Nintendo começa 2014 com o pé esquerdo

Com ano fiscal se encerrando no próximo mês de março, o primeiro trimestre é o momento no qual diversas produtoras de games fecham o balanço do ano anterior e, tradicionalmente, uma época de algumas alegrias e muitas tristezas.

Neste ano, quem chega com notícias um tanto alarmantes é uma gigante do mercado, a Nintendo. Com duas apostas pesadas em 2014, Nintendo WiiU e Nintendo 3DS, a produtora japonesa esperava um recolhimento alto para 2013, bem como um número de venda bem expressivo. No entanto, a realidade foi amarga, obrigando a empresa a reduzir suas expectativas.

Seu novo console de mesa, WiiU, tinha uma expectativa inicial de 9 milhões de unidades vendidas, porém, a baixa recepção por parte do público fez com que a produtora reduzisse a meta para 2.8 milhões. Vale lembrar que até outubro de 2013 o console tinha vendido apensa 500 mil unidades.

Em menor escala, o mesmo se repete com o portátil, 3DS. Ainda que tenha sido sucesso de vendas no Japão, Estados Unidos e em boa parte da Europa, o aparelho não bateu as metas e também teve sua expectativa de vendas reduzidas de 18 milhões para 13.5 milhões de unidades.

O novo cenário encarado pela Big N levou a alguns cortes de pessoal e reestruturação. Alguns boatos surgiram sobre uma possível entrada da empresa em jogos para smartphones, mas, por enquanto, nada foi confirmado.

É provável que o fraco desempenho no ano passado leve a Nintendo a adotar uma nova abordagem para 2014, fortalecendo seu mercado fora do Japão, palco de suas principais derrotas em 2013. Vale lembrar que, em território japonês, a produtora fez um ano bastante razoável, com o 3DS batendo a marca de 4 milhões de unidades vendidas, número que não era atingido pela Big N desde o ano 2000, com o Game Boy Color e Nintendo 64.

Ainda assim, a empresa entra no novo ano fiscal com recolhimento de 25 Bilhões de Ienes, aproximadamente 500 milhões de reais, menos da metade dos 55 bilhões de ienes que a produtora havia estimado, cerca 1,5 bilhão de reais.

Fique de olho aqui na Henshin para mais noticias do mundo dos games!