Tagged: JBC

Um último desejo

anohana

 

Se você se emocionou com Orange, vai ser impossível perder Ano Hi Mita Hana no Namae o Bokutachi wa Mada Shiranai, ou simplesmente Anohana, o novo mangá da JBC.

Sucesso de crítica e de vendas no Japão, Anohana foi lançado primeiro em animê, e depois, se utilizando de um traço exuberante e ao mesmo tempo delicado, Mitsu Izumi (7th Garden) adaptou esse animê em um mangá de 3 volumes.

O animê de Anohana estreou em abril de 2011 e, no mesmo ano, também teve uma novel, e logo conquistou o público japonês. Por isso, no ano seguinte, a história de Jinta, Menma e seus amigos foi transformada em mangá nas páginas da revista Jump Square, da editora Shueisha.

O sucesso da animação e dos quadrinhos foi tamanho que em 2013 Anohana foi para os cinemas japoneses em um longa animado e também em filme com atores reais. Ambos foram grandes êxitos de bilheteria. Para finalizar, a criação de Mari Okada (roteirista do animê e autora da novel) foi transposta para um drama live-action produzido especialmente para a TV japonesa em 2014.

Além disso, Anohana ainda ganhou um divertido jogo para o videogame portátil PSP, da Sony.

CONTA COMIGO

Invocando grandes clássicos do cinema dos anos 1980, como Os Goonies e Conta Comigo, Ano Hi Mita Hana no Namae o Bokutachi wa Mada Shiranai (literalmente, “Nós Ainda não Sabemos o Nome da Flor que Vimos Naquele Dia”) narra a história envolvendo seis amigos: Jinta, Meiko, Naruko, Atsumu, Tetsudou e Chiriko. Quando eram ainda crianças, certo dia enquanto brincavam, Menma, como era chamada carinhosamente Meiko pela turma, acaba sofrendo um acidente fatal.

Após o ocorrido, cheios de culpa, pouco a pouco os cinco amigos se separaram e cada qual seguiu com sua vida.

Anos depois do acidente, Jinta ainda parece ser o mais afetado pela morte da amiga. Ele desistiu dos estudos e vive quase insolado em sua casa. Mas, para a sua surpresa, em um certo verão, ele passa a ser visitado por Menma. A princípio ele acredita que aquilo não passava de uma mera alucinação causada pelo estresse e o trauma da perda da colega. No entanto, Menma revela ser um fantasma.

A aparição da garota serve para Jintan, como ela o chamava, reencontrar seus antigos amigos e descobrir – e cumprir – a promessa que foi feita para Menma antes dela morrer. Só realizando esse seu último desejo, a doce menina poderá seguir seu caminho.

Apesar da história ser densa, Mitsu Izumi a conta se utilizando de uma narrativa leve e divertidos respiros cômicos. Mas prepare-se! Anohana é emoção do começo ao fim e chega ao país para conquistar os leitores brasileiros assim como foi no Japão e Estados Unidos.

Separe a caixa de lenços e embarque nessa tocante jornada de superação.

JBC Henshin+ 2016: Painel BMA

henshinmaisbma

Nesse JBC Henshin+ , além de termos um bate-papo, lançamentos e grandes novidades, também teremos o Painel BMA, com participação dos jurados e vencedores!

Acesse nosso especial JBC Henshin+ 2016 para mais detalhes!

Até o evento vamos anunciar 5 títulos, um por semana! O primeiro foi Nigeru Otoko, de Natsume Ono, e o segundo foi Samurai 7, de Mizutaka Suhou.

Não deixe de participar, confirme sua presença no nosso evento no Facebook!

Dia: 09/04/2016
Horário: 15h – 18h
Local: Saraiva Megastore – Shopping Center Norte
Travessa Casalbuono, 120 – Vila Guilherme CEP: 02049-010 São Paulo
Telefone do local: (11) 2089-6250

Conheça Green Blood, novo lançamento da JBC

Durante o Henshin Online 25, o gerente de conteúdo da Editora JBC, Cassius Medauar, anunciou Green Blood, mais um dos lançamentos confirmados pela editora ainda para 2014.

A obra de Masasumi Kakizaki trabalha com um tema pouco explorado nos mangás: a fundação da cidade de Nova York e a situação dos imigrantes, que viviam em um ambiente recheado de violência e miséria, dominado por gangues, irlandesas e americanas, que disputavam violentamente o controle da área no século 19. O clima da obra é similar ao do premiado filme de Martin Scorsese, Gangues de Nova York.

A história acontece na famosa interseção novaiorquina conhecida como Five Points, palco para diversos conflitos envolvendo gangues e disputas de território e poder durante boa parte do início daquele século, além de ser uma das áreas mais miseráveis de toda a cidade. A trama aborda uma realidade bastante dura, permeada pela morte, injustiça, vingança e redenção, em cinco volumes eletrizantes.

Os roteiros de Kakizaki são surpreendentes, mas quem rouba a cena no mangá e tira o fôlego do leitor, página após página, é sua arte espetacular, com uma narrativa visual fora do comum e ilustrações impactantes, capaz de transmitir o tom e o clima presentes na obra.

Ficha técnica completa:

Título oficial: Green Blood;
5 edições completo;
Preço: R$ 14,50;
Periodicidade: Mensal;
Papel jornal brite 52g;
Impressão colorida nas capas internas;
Capa com laminação fosca;
Páginas coloridas no Volume 1;
Dimensões: 13,5 cm x 20,5 cm;
Distribuição: setorizada;
Pré-lançamento na Comic Con Experience e em lojas especializadas: DEZEMBRO/2014.
Lançamento em bancas: JANEIRO/2015.

Volume 1 pela JBC.
Volume 1 pela JBC.

Saiba tudo sobre a divulgação de Sailor Moon

Você já leu o mangá, já se apaixonou pela Usagi, e com certeza já está à espera do 2º volume da série. Mas, na JBC, o trabalho nunca para. Tudo que for possível fazer pelos fãs, a editora vai atrás.

Como já dito antes, o material de divulgação de Sailor Moon, incialmente, não era muito amplo (só tínhamos autorização para usar a capa do volume 1) mas, com o andamento do processo de aprovação, a autora Naoko Takeuchi e a editora Kodansha gostaram da dedicação e empenho na campanha do mangá e, com exclusividade, a JBC teve autorização para utilizar imagens dos artbooks, entre outras, e trabalhar com uma maior variedade de opções.

Abaixo você pode conferir os minicartazes distribuídos exclusivamente para lojas especializadas e livrarias, os marcadores de página exclusivos do evento Henshin+ (os azuis), os marcadores de página exclusivos dos assinantes e algumas lojas especializadas (os rosas – e esse é só o primeiro modelo!), e a testeira para prateleiras de lojas e bancas.

Também temos os cartazes de divulgação espalhados pelos trens do Metrô de São Paulo.

E aqui, o banner utilizado no Henshin+ 2014, na companhia da aniversariante do dia, a Sailor Mars!

O material JBC ficou tão bacana que a editora e a autora pediram para que o enviássemos para eles no Japão! A Kodansha vai pendurar os cartazes em seus escritórios e nos disse que enviaria fotos quando chegassem lá, então fique ligado! Já a Naoko-sensei disse que colocaria em sua própria casa, mas não vai enviar fotos por questão de privacidade.

Além disso, Sailor Moon foi a única história em quadrinhos a figurar na lista de livros mais vendidos de ficção do Publish News (que contabiliza as vendas semanais das livrarias mais importantes do Brasil), em 9º lugar; e na lista de mais vendidos da Folha de São Paulo na categoria infanto-juvenil, em 8º lugar.

Lista da Folha de São Paulo.
Lista da Folha de São Paulo.

Não é legal? Estamos muito orgulhosos do nosso trabalho e da repercussão positiva da obra, tanto no Brasil quanto, agora, no Japão. É a Sailor Moon dando a volta ao mundo!