Categoria: Matérias

Limit, jovens em estado selvagem

mcd.iosphe

Capa japonesa do volume 1

“Para poder nadar até bem longe, por muito tempo, você precisa deixar de resistir, se deixar levar e aprender a nadar conforme a corrente”. Mizuki Konno leva a vida nesse ritmo, procurando sempre aproveitar o presente e se envolver o mínimo possível nos problemas que surgem à sua volta. Na escola, a garota é parte do grupo das populares, e normalmente considera as palavras de Sakura, a mais popular delas, como ensinamentos de valor e regras a serem seguidas. Mesmo quando essas palavras são cruéis. Mesmo quando Sakura escolhe “alvos” para – sutilmente ou não – humilhar.

Porém, o “mundo perfeito” de Konno começa a ser ameaçado a partir do momento em que sua classe vai para o Acampamento de Socialização, uma viagem de 3 dias no campo. Pois, durante ela, um acidente ocorre e todos precisam se ajudar para sobreviver. Mas, será que alunos com status quo tão diferentes dentro da escola poderão cooperar entre si?

Anunciado no Henshin Online 36, Limit é o 24º lançamento da JBC para 2015. A autora, Keiko Suenobu (a mesma de Vitamin), traz novamente uma obra densa, retratando a temática do bullying e do status quo em um recorte que vai além do ambiente escolar, mostrando ao leitor a quais limites o ser humano chega ao ser colocado em situações adversas. Publicado originalmente em 2009 na revista shoujo Bessatsu Friend, Limit também foi adaptado em uma série de TV de 13 episódios, exibida no mesmo ano no Japão.

Completo em 6 volumes, Limit será lançado durante os eventos de julho deste ano ao lado de A Sakabatou de Yahiko. A edição JBC chega em formato 13,5 x 20,5 cm, papel offset, por R$13,90. Fique ligado aqui na Henshin, no twitter e no facebook para saber de todos os detalhes deste mangá intenso!

Capa completa do volume 1 nacional.

Capa completa do volume 1 nacional.

Top 7 – Momentos Românticos

Hoje é Dia dos Namorados, e, pra comemorar essa data cheia de amor no ar, voltamos com um Top 7 especial: os Momentos Românticos que fizeram a redação JBC explodir em sentimentos e em gritinhos, também!

Atenção: As cenas foram tiradas dos mangás em andamento ou encerrados em 2015, tá?

Atenção²: Cenas fortes para quem tem hipersensibilidade a ~romansu~ e arco-íris de emoções.

Atenção³: O texto a seguir contém MUUUUITOS spoilers, mas muitos mesmo! Fique atento!

Prepara o kokoro, segura na mão da Henshinzota, e vamos ao Top 7!!

#7 Yusuke contra Suzaku (Yu Yu Hakusho vol.5)

Yusuke insetosEntão, imagina a situação: você tá lá, tentando salvar a mundo cidade de uns insetos que endoidecem as pessoas, descobre que o amor da sua vida sua amiga de infância tá sendo perseguida por esse bando de louco, gasta toda a sua energia contra o inimigo, toda energia meeesmo, pra acabar vendo a menina encurralada, prestes a ser morta pelo professor que você maaaaisss odeia e que te odeia também, e aí você vai e… gasta a energia da vida. Isso mesmo. DA VIDA!! É basicamente isso que o Yusuke faz contra o Suzaku para salvar a Keiko. Inclusive, toda essa luta é praticamente uma aula de romansu em mangás shounens. Não tem como terminar esse capítulo e NÃO shipar Yusuke x Keiko (YusKei, para os íntimos). Até o Suzaku se surpreende com o poder do amor do Yusuke e da Keiko laço entre os humanos. E se até um youkai sem sentimentos românticos ficou tocado com essa cena, não tem como a gente deixar ela de fora, né?

#6 Mamoru se declarando para Usagi (Sailor Moon vol.4)

Sailor CiumeTá, nós sabemos, Sailor Moon é um mangá CHEIO de romansu, e o Mamo-chan se declara o tempo todo para a Usagi. Shikashi! Mas!! Este momento é especial por dois motivos. Primeiro porque a declaração é sofrida, é com o Mamoru realmente achando que vai perder a Usagi de alguma forma, e num momento em que nossa protagonista da Lua está pirando em ciúmes e insegurança; segundo, porque entre @s moonies entende-se que há uma insinuação de que rola algo a mais entre os dois ( ͡° ͜ʖ ͡°)… E poxa, quem é que não gostaria de ouvir da pessoa amada que ela “só pensa em você”, hein? Cena delicada, emocionante, e digna de estar em qualquer Top 7 de romance!

#5 Kenshin encontra Kaoru morta (Rurouni Kenshin vol.24)

KaorukenSim, sabemos que tem outras cenas de “romansu tradicional” em Kenshin, porém, essa cena é impactante demais por todo o contexto. Kenshin havia, capítulos atrás, se declarado para Kaoru, logo após contar toda a história de seu passado, os motivos pelos quais Enishi quer se vingar e, apesar de todos os esforços dele durante a luta, o ex-retalhador não consegue salvar “a pessoa que lhe era mais cara”. E, desolado, chama PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA a Kaoru de “Kaoru” mesmo, sem o “senhorita”. E poxa, se você é leitor de RK sabe o quanto essa mudança de tratamento nesse momento é forte. Fora que, depois disso, o Kenshin praticamente vira um zumbi. Momento Romântico tenso, e que mostra o quanto ele a amava.

#4 Declaração de Ryota para Himiko (BTOOOM! vol.9)

Btooom beijoDesde o começo de BTOOOM!, sabemos que o Ryota vive na dúvida se a Himiko é a “Himiko” do jogo virtual, que o apoiava em momentos críticos e com quem ele até se casou virtualmente. E quando ele descobre que as duas são a mesma pessoa, é um momento fofo, super romântico e que dá uma pausa naquele ritmo intenso de caçada insana de BTOOOM!. Um colírio para os olhos de quem curte romance, e um toque que deixa a história ainda mais interessante.

 

 

#3 Gajeel x Levy (Fairy Tail vol.47)

FT BeijoQuando o Gajeel aparece e derrota a equipe da Levy, mal sabíamos que Hiro The Machine já estava nos induzindo ao ship de GaLe (ou Gajevy). A partir do vol.13, a Levy começa a dar pistas de que tá gamadinha no Gajeel, e, conforme a série vai andando, o sentimento parece ser recíproco. Aí, quando menos esperamos, tchanã! O ship meio que se concretiza! Tá, foi só uma passada de ar, mas, como sabemos: em mangá shounen, qualquer ruborzinho é amor pra vida toda! Quando a redação viu essa cena, o kokoro ficou em polvorosa!

 

 

#2 Rintarô salva Koyori (Love in The Hell vol.3)

O tLove in the hell 1ítulo do mangá já diz tudo: Love in The Hell. Precisa argumentar? Claro que sim! O Rintarô só parecia ser um Rintarado no mangá. Mas essa cena provou que o Inferno “melhorou” o cara, a ponto dele se sacrificar para salvar a sua algoz (?!)!! Ele arriscou o pescoço para salvar a Koyori, numa cena maior romântica. Coisa tchutchucalinda <3

 

 

 

#1 Taro Kusakabe x Hanako Sonaro (Lúcifer e o Martelo #6)

Cuidado! Contém SPOILERZÃO!

Eu te amo eu seiComo você, leitor de mangá, já deve saber, amizades de infância resultam em romansu. Até aí, tudo normal no caso do Taro e da Hanako. Então, vem a tensa luta contra o boneco de barro e Taro se coloca entre o golpe direcionado à Hanako, e os dois são atingidos. Taro declara seu amor, ela diz que já sabia. Os dois caem, aparentemente mortos. Uma cena dramática, bonita, mas nada de muito diferente do que já vimos em outros verões. SHIKASHI!! MAS!! E quando ela se levanta, vivíssima, e a gente descobre que o rapaz havia desejado que ela se recuperasse de uma ferida mortal E mesmo sabendo disso se sacrifica por ela?? Tem cena mais tocante, produção? A redação JBC se debulhou em lágrimas nesse momento, e devo dizer que, tem gente que só de lembrar disso ficou triste. Melhor maneira de encerrar nosso TOP 7.

 

E assim termina o TOP 7 Momentos Românticos, cheio de amor, de emoção, de sentimentos românticos, de arco-íris de paixão! Quer dar um presente para @ namorad@? Se inspira numa dessas cenas! Salve seu amor das garras do tédio, das ameaças do trânsito, do vazio da fome! Gaste sua energia vital para fazê-l@ feliz!

Até o próximo TOP 7, neste mundo ou no outro!

Ps.: Essa lista é totalmente unilateral, e não estamos nem aí se você concordou ou não. #brinks #HenshinSincera #QualSeuTop7 #Polêmica

Vitamin, um retrato fiel do bullying

Dentre os (até agora) 23 lançamentos da editora JBC para o ano de 2015, poucos são tão impactantes e viscerais quanto Vitamin. A obra da autora Keiko Suenobu retrata de forma crua e direta o peso e as consequências da prática do bullying, um tema relevante não só para a realidade japonesa, mas muito também para o leitor brasileiro

Edição japonesa do mangá.

Edição japonesa do mangá.

Em Vitamin, acompanhamos a história de Sawako, uma colegial que acaba sendo vítima do próprio namorado, exposta para os colegas de classe de forma humilhante, e sofrendo bullying de várias formas possíveis. A consequência é uma espiral de sentimentos da qual Sawako tenta desesperadamente escapar.

E a autora consegue contar tudo isso e fazer uma trama muito densa em apenas um volume! Vitamin foi publicado em 2001 nas páginas da revista shoujo Bessatsu Friend, e foi um dos primeiros sucessos da mangaká Keiko Suenobu, que já chegou a ganhar o prêmio de “Melhor Mangá Shoujo” da editora Kodansha, no ano de 2006.

Não perca esta emocionante história, uma mensagem de esperança e superação! A edição brasileira de Vitamin será publicada no 2º semestre de 2015, que está recheado de grandes novidades! Em breve mais informações sobre Vitamin aqui mesmo, na Henshin!

Mangá na Veia: Vamos lembrar!

Há alguns meses a Editora JBC realizou em parceria com a Fundação Pró Sangue a campanha Mangá na Veia. A ideia por trás do projeto foi unir todos os leitores de histórias em quadrinhos em prol de uma causa muito bacana: a doação de sangue!

Durante o período de coleta, diversos leitores foram aos postos da Pró Sangue e fizeram sua parte, incluindo o pessoal da editora, que deu o pontapé inicial nas doações!

Campanha Mangá na Veia

Campanha Mangá na Veia

A campanha já se encerrou e a Editora JBC e a Pró Sangue prestam seus sinceros agradecimentos a todos que participaram e divulgaram o projeto. No entanto, é importante lembrar que os bancos de sangue sempre precisam de novos doadores! 

Com a chegada do frio,o ritmo das doações diminui, mas a necessidade dos postos e hospitais continua a mesma, por isso é ainda mais importante que o maior número possível de pessoas doe neste período.

Mesmo após o fim oficial da campanha Mangá na Veia, aproveitamos o momento para estender o convite para que todos sigam com as doações e o apoio! O processo é seguro e rápido, e realmente pode fazer toda a diferença!

Para saber mais detalhes sobre postos de coleta e o processo de doação, acesse o site oficial da fundação. Contamos com a participação de todos!

Watsuki no Brasil: Mais Detalhes!

No último dia 2 de junho, a Fundação Japão liberou mais detalhes sobre a vinda do mangaká Nobuhiro Watsuki ao Brasil. Como já havia sido confirmado, o autor de Rurouni Kenshin virá ao país em julho para o Fest Comix, e agora foi revelado que dará uma palestra às 14h do dia 18/07, sábado, e a JBC participará da organização dessa palestra.

Além deste encontro, Watsuki realizará uma palestra na Gibiteca Henfil,  no Centro Cultural São Paulo, às 19h30 do dia 17 de julho. O evento será conduzido pela Profª Drª Sonia Luyten, especialista em mangás e cultura japonesa, e por Francisco Sato, presidente da ABRADEMI, Associação Brasileira de Desenhistas de Mangá e Ilustrações.

Kenshin Fundação japz

Também foi confirmada pela fundação a vinda da Kaworu Kurosaki, esposa de Watsuki, roteirista de animês e games como Super Campeões e Wilds Arms. Kurosaki participará das duas palestras ao lado do marido, nas quais ambos comentarão suas trajetórias dentro do mundo dos mangás e os bastidores de seus projetos mais famosos.

A roteirista veio ao Brasil em 2014, e fez uma visita à redação da Editora JBC, com direito a sessão de fotos e um vídeo especial com dicas para os participantes do Brazil Manga Awards, o concurso de quadrinhos da editora. Confira:

Além das ilustres visitas, também ocorrerá no Fest Comix o lançamento da nova edição de A Sakabatou de Yahiko, completando a coleção em formato especial de colecionador de Rurouni Kenshin, que teve seu vigésimo oitavo e último volume publicado no começo deste ano.


Mais detalhes sobre o mangá e sobre as palestras de Nobuhiro Watsuki devem ser revelados em breve.

Hellsing está de volta!

Junho será marcado por um retorno muito especial: Hellsing. O mangá de Kohta Hirano volta às bancas brasileiras em uma edição especial de colecionador, com o dobro do número de páginas da primeira publicação. Confira a nova capa nacional do primeiro volume da coleção:

Capa completa do 1º volume da nova edição.

Capa completa do 1º volume da nova edição.

 

Em uma narrativa carregada de suspense, ação e terror, o mangá acompanha as atividades da Organização Hellsing, responsável por livrar a Inglaterra dos males que espreitam na noite. Alucard é a principal arma da Hellsing contra estes seres, e sua história se cruza com a da novata Seras Victoria e a da chefe da organização, Integra Wingates Hellsing.

Com foco no público adulto, o mangá compõe a linha de títulos com censura para maiores de 18 anos da editora, ao lado do eletrizante BTOOOM!, do super sucesso ZETMAN e do recém encerrado Green Blood, além de Freezing, que está encostado na publicação japonesa, e deve ter seu novo volume publicado em breve.

A edição especial será completa em 10 volumes (mesmo número da edição japonesa), com papel offset, formato 13,5 cm x 20,5 cm, média de 200 páginas, periodicidade mensal e distribuição nacional, por R$16,50. O mangá chega em junho em livrarias, lojas especializadas e bancas, reforçando a linha de relançamentos especiais da JBC ao lado de Chobits, Yu Yu Hakusho e Love Hina.

Em breve, mais informações sobre o mangá serão divulgadas, assim como o plano de assinatura, que estará disponível no site oficial do serviço.

Mais uma linda história do CLAMP: Wish

Num dia qualquer, voltando para casa normalmente, o jovem médico Shuichiro Kudo encontra um anjo que caiu do céu e o salva do ataque de um corvo. O anjo, Kohaku, diz que agora precisa agradecer, e que vai conceder um desejo, seja qual for, a Shuichiro. Porém, o médico, surpreendentemente, não tem nenhum desejo a fazer! A única escolha que resta a Kohaku é morar com o humano e esperar até que ele possa realizar algum desejo.

E é dessa maneira inusitada que começa mais um lindo trabalho do grupo CLAMP: Wish! Esta obra inédita no Brasil conta a clássica história de um amor proibido, que quebra até mesmo as barreiras entre o Mundo Celestial e o Submundo. Além disso, Wish também tem relação direta com outra obra do CLAMP publicada pela JBC, Kobato (publicado no Japão depois de Wish), e que também tem a participação do anjo Kohaku.

Wish 01 Capa_g

Capa completa do primeiro volume brasileiro.

Wish foi publicado no Japão na revista shoujo Mystery DX, de 1995 a 1998, e é completo em 4 volumes. Aqui no Brasil, a edição da JBC vem em formato 13,5 x 20,5 cm, papel brite 52 g, páginas coloridas, periodicidade mensal e distribuição nacional, por R$14,50. Em breve, pacote de assinatura!

Henshin Online 27, onde anunciamos Wish!!

Este foi o 10º título anunciado para 2015 pela JBC. E agora, já são 23!! Será que vem mais por aí? Acompanhe sempre as redes sociais, no Facebook, no Twitter e no canal da Henshin no Youtube!

wish 01

Kill la Kill, primeiro mangá do selo Ink!

Parecia até mentira, mas no último 1º de abril a JBC fez um anúncio de verdade: o lançamento da versão em mangá de Kill la Kill! A obra, adaptada pelo mangaká Ryo Akizuki baseada no animê do estúdio Trigger, vem para ser a primeira obra japonesa do selo Ink, e será editada pelo experiente Marcelo Del Greco, um veterano da editora.

Kill la Kill conta a história de Ryuko Matoi, uma garota que jurou vingar a morte do pai. A única pista que ela tem é uma espada em forma de metade de uma tesoura. Assim, ela parte para a Academia Honnouji, onde acredita haver mais pistas, e entra em conflito com Satsuki Kiryuin, a grande líder da Academia. A peça final desta louca aventura é descoberta por acidente: Um uniforme colegial… vivo… com superpoderes!!!

O animê, do estúdio Trigger, desenvolvido pela mesma equipe de Tengen Toppa Gurenn Lagann (pelo estúdio Gainax) ficou famoso por contar uma história emocionante, repleta de personagens cativantes, da maneira mais maluca e exagerada possível. Kill la Kill é pura loucura, ação e adrenalina!

https://youtu.be/scRQ3AXe4hw

A versão em mangá, pelas mãos de Ryo Akizuki, foi publicada na revista japonesa Young Ace (direcionada para o público jovem-adulto, “seinen”) de 2013 a 2015, e seu final foi anunciado na 3ª edição, adaptando parte da série de TV. Existe a possibilidade de uma continuação, mas por enquanto essa é a série completa em mangá.

A edição brasileira será o primeira obra japonesa do selo Ink Comics, da Editora JBC. A ideia do selo é abrir a possibilidade de se publicar obras diferentes, de estilos e nacionalidades variados, como obras brasileiras, americanas, europeias e até, claro, japonesas; além de ser uma maneira de experimentar novos formatos de publicação e distribuição, ampliando a gama de possibilidades e a diversidade do catálogo JBC. Também permite que se publiquem obras que não poderiam ser encaixadas na grade da Editora JBC imediatamente. A edição fica por conta de Marcelo Del Greco, que trabalhou nos primórdios da JBC e agora retorna para cuidar dos mangás japoneses que venham a ser publicados pelo Ink.

Capa completa nacional do primeiro volume!

Capa completa nacional do primeiro volume!

Kill la Kill chega no começo do mês de junho/2015, em formato 12 x 18 cm (mesmo formato de Sailor Moon) e páginas coloridas em todas as edições, pelo preço de R$13,90. E vem muito mais por aí, tanto pela JBC como pelo Ink. Acompanhe as novidades pelas nossas redes sociais, no Twitter e no Facebook!

Nobuhiro Watsuki, autor de Rurouni Kenshin, virá ao Brasil

É com orgulho que anunciamos uma das novidades mais legais de 2015 (e o olha que só de anúncios de mangá já foram 23!!): o autor de Rurouni Kenshin, Nobuhiro Watsuki visitará o Brasil pela primeira vez!!

Em uma parceria histórica entre a Editora JBC, a Fundação Japão e a Comix Book Shop, o renomado mangaká virá em julho, com participação já confirmada no Fest Comix. Com ele estará sua esposa, Kaworu Kurosaki, que o auxiliou no desenvolvimento das novels de Rurouni Kenshin, e no mangá Buso Renkin, além de ter feito o roteiro-base para a adaptação cinematográfica das aventuras do Kenshin. Kaworu já esteve aqui em 2014, e até deu uma passadinha aqui na Redação JBC. Agora é a vez do maridão conhecer o Brasil!

Olha só que linda a imagem oficial que o próprio Watsuki-sensei fez pra comemorar sua passagem por aqui:

Na imagem, o porquinho (Watsuki) e a lesminha (sua esposa Kaworu Kurosaki) mandando um "Viva Brasil!!"

Na imagem, o porquinho (Watsuki) e a lesminha (sua esposa Kaworu Kurosaki) mandando um “Viva Brasil!!”

Pra comemorar, teremos o lançamento de A Sakabatou de Yahiko, o epílogo de Rurouni Kenshin! A 23ª novidade do ano é super especial, e vem para compor a coleção especial da história do ex-Retalhador.

detalhes_template_sakabatou

O Fest Comix acontece dias 17, 18 e 19 de julho. Em breve teremos mais informações sobre a vinda do autor ao Brasil, sua agenda e tudo que vai rolar. Não perca!

JBC relança Chobits para Colecionador

Após o relançamento de dois grandes títulos do grupo CLAMP, Card Captor Sakura e Guerreiras Mágicas de Rayearth, e o anúncio do inédito Wish (pra junho) mais um clássico das famosas autoras volta às bancas pela JBC: Chobits.
Com uma narrativa que mistura a comédia romântica e a ficção cientifica, Chobits apresenta a vida de Hideki Motosuwa, um jovem que encontra no lixo aquilo que mais desejava: uma persocom, um computador pessoal humanoide. Chii, na teoria, é capaz de fazer tudo que seu dono ordenar, e ainda por cima tem a aparencia de uma bela jovem. Mas há um mistério por trás dessa aparente perfeição e do fato dela estar largada por aí! Confira a capa do primeiro volume:

Capa nacional do primeiro volume da nova coleção de Chobits!

Capa nacional do primeiro volume da nova coleção de Chobits!

Lançado originalmente no Brasil pela Editora JBC em 2003, o mangá retorna 12 anos depois em uma edição especial de colecionador. Completo em oito volumes, tem média de 190 páginas, formato 13,5 cm x 20,5 cm (o mesmo de Sakura e Guerreiras Mágicas), páginas coloridas, papel offset, periodicidade mensal e distribuição nacional, custando R$ 16,90.

O primeiro volume da nova coleção começou a chegar esta semana para bancas, livrarias e lojas especializadas e reforça a linha de relançamentos da JBC em novo formato, hoje composta por Yu Yu Hakusho e Love Hina, mas que tinha Rurouni Kenshin até março, e que, em junho, ficará ainda mais forte com a nova edição de Hellsing.