Categoria: Anime

Entrevista com Marcelo Campos, a voz de Yugi

Confira uma mensagem especial do Marcelo Campos para os fãs de Yu-Gi-Oh!

Shurato, Lyuma (Winspector e Solbrain), Trunks do futuro (Dragon Ball Z), Yugi (Yu-Gi-Oh), Ed (Fullmetal Alchemist) e muitos outros. O currículo de Marcelo Campos só tem feras do animes. Nesta entrevista, ele conta um pouco sobre a experiência de dublar duas personalidades tão diferentes do mesmo personagem como o Yami Yugi e o Yugi Muto. E, comenta suas expectativas em relação ao lançamento do mangá de Yu-Gi-Oh pela Editora JBC.

Como foi a escolha para você fazer Yugi?

Marcelo Campos: Não houve testes, fui escalado para fazer o Yami Yugi e outro dublador tinha sido escolhido para fazer o Yugi Muto, então seriam duas pessoas. Mas, como era uma confusão porque parece que na versão em inglês era um mesmo dublador para as duas personalidades do personagem, decidiu-se mudar. Além disso, contou que os dois eram personalidades da mesma pessoa, preferiu-se então fazer tudo com a mesma voz.

E você curtiu fazer Yugi?

Marcelo Campos:
Curti. Um desespero como todo anime por causa da movimentação das bocas. Mas, o desafio valeu a pena. O Yami Yugi é um personagem bastante elaborado e o sincronismo foi bem trabalhado. Além do mais, tinha toda curtição de fazer duas personalidades tão distintas. O Yami com o peso de sua autoridade e todo seu conhecimento por ser um faraó de 5000 anos e, em contrapartida, o Yugi que é um garotinho chegado aos amigos, um bom menino. Dublar os dois, ainda mais em momentos que ambos contracenavam juntos é um trabalho interessante e que raramente acontece. E, justamente por serem tão diferentes, o esforço com a voz tinha que ser semelhante. A mudança foi tão grande que muitas pessoas acreditavam se tratar de uma mixagem, por ser tão distinta. Inclusive, numa entrevista para um programa de rádio, quando eu cheguei lá e fiz a voz dos dois foi uma surpresa. “Então, é ele que faz, achava que era por computador”.

Quais foram as principais dificuldades que você enfrentou na dublagem de Yu-Gi-Oh?

Marcelo Campos:
Cara, quando o Yami Yugi resolve estrelar o episódio inteiro fica um pouco difícil para mim. Eu tenho que forçar mais a minha voz e eu não consigo fazer aquelas vozes falsas – ao contrário do que outros dubladores costumam fazer. Então, eu tento ser o mais natural possível.

Eu percebi que os personagens de Yu- Gi-Oh “falam” muito na forma de pensamento. Isso não estranho?

Marcelo Campos: Eu acho um bom recurso. Os personagens estão em um jogo de carta e com isso eles arquitetam os seus planos no pensamento. Com isso os telespectadores se tornam cúmplices do personagem, porque eles também sabem o que está acontecendo. Para o anime isso é legal.

Em Cavaleiros do Zodíaco você trabalhou com Mitologia Grega, no Shurato com a Hindu, em Dragon Ball Z é constante a presença de mitos chineses e em Yu-Gi-Oh temos a presença de elementos egípcios. Como você lida com tantas culturas diferentes que envolvem seus personagens?

Marcelo Campos: Foi muito legal fazer o Shurato. Eu já havia tido contato com a cultura Hindu em livros e com o filme Mahabarata. Por isso, acabei ajudando muito na direção da dublagem do anime. Os personagens tinham tudo a ver com os deuses Hindus. Em Cavaleiros, onde fiz o Mu de Áries, o Misty, o Aracne, o Dante e outros, também foi a mesma coisa. Já em Dragon Ball, eu tive muito pouco acesso à cultura chinesa, que ficava mais ligada à história do Goku. Agora em Yu-Gi-Oh, as coisa ainda não estão bem claras, mas o deu para perceber é que tem influências de outras culturas, tem até um persongem que se chama Pégasus, que por sinal os japoneses devem adorar. Essa variedade de informaçãos ajuda as pessoas a abrir mais a mente e se interessarem por outras coisas.

Você acha que existe alguma semelhança entre Pokémon e Yu-Gi-Oh?

Marcelo Campos: A ação e a batalha correm em campo, sem que nenhuma das crianças se toquem, isso é muito legal.

Como é ser lembrado ainda hoje pela voz do Yugi depois do sucesso do anime?

Marcelo Campos: Não esperava que o sucesso fosse tão grande. Achava que o anime atrairia somente crianças pequenas, inclusive foi o que o Parisi me disse quando fui escalado para o papel. Aí foi este sucesso, com certeza uma surpresa.

Agora, com o lançamento do mangá de Yu-Gi-Oh que você espera?

Marcelo Campos: Bom, meu universo é outro, o da dublagem. Mas, talvez, o que aconteça seja que as pessoas tenham minha voz na cabeça. Isto é legal, esta parte é bacana porque não conhecem outra voz a não ser a minha. Então, pode acontecer de quando as pessoas estiverem lendo o mangá e verem o Yugi se lembrarem de mim. Posso acabar acompanhando no imaginário do personagem o que acho muito bacana.

O Segredo do Cofre foi sucesso no estande da JBC

O jogo O Segredo do Cofre fez o estande da JBC bombar nesse Animecon! A concentração de pessoas em frente ao espaço da editora era grande e foi constante no fim de semana.

Para esse evento, a JBC desenvolveu um ARG (Alternate Reality Game), um jogo revolucionário que mescla a realidade com o mundo imaginário e virtual. Nele, os participantes se tornam investigadores empenhados em solucionar enigmas.

No Animecon, o objetivo do ARG era desvendar o segredo de um cofre. O primeiro a conseguir isso levou para casa como prêmio um Nintendo DS com jogo, um DVD do filme Final Fantasy Advent Children e mangás da JBC. Ao todo foram dois ganhadores, um no sábado e outro no domingo.

Conheça o vencedor do Torneio Nacional de Yu-Gi-Oh 2005

O paulista Andre Marcheto Silva Cazado foi o grande vencedor do segundo Torneio Nacional de Yu-Gi-Oh! TCG 2005 que aconteceu no Shopping Metrô Tatuapé. Em entrevista para o site da Henshin, ele conta qual foi a emoção de participar do Torneio Continental no Chile.

Henshin: Quando você começou a jogar Yu-Gi-Oh?
Andre Marcheto: Comecei a jogar no começo de 2004 e em campeonatos em setembro de 2004.

Henshin: Quais outros torneios você já participou?
Andre Marcheto: Já participei de vários outros torneios, como regionais, sneak previews além de minitorneios realizados no bairro da Liberdade e eventos de anime.

Henshin: Qual foi a emoção de estar no Torneio Continental no Chile?
Andre Marcheto: Foi muito bom estar no Chile ano passado, fiquei muito feliz de poder viajar pra lá, pois pude conhecer um pouco do país além de jogar no Sul-Americano.

Henshin: O que você mais gostou da viagem?
Andre Marcheto: Gostei bastante do campeonato sul-americano, foi muito bem organizado…

Henshin: Qual sua impressão sobre os competidores sul-americanos?
Andre Marcheto: Creio que em geral todos nós estavamos no mesmo nível. O que influenciava na época era o fator sorte no jogo…

Henshin: Você chegou a ir ao Mundial?
Andre Marcheto: Infelizmente não, consegui chegar no top8 mas fui eliminado no Torneio Mundial e apenas o top4 teria direito a viagem.

Henshin:Você ainda participa de torneios de Yu-Gi-Oh?
Andre Marcheto: Sim, tento participar de todos os regionais que posso, além dos outros vários torneios.

Programação do Cartoon Network e do Boomerang sofrem alterações

Cartoon Network terá mudanças na sua programação de setembro. Samurai X entra no lugar de Efeito Cinderela, a partir de quinta, 7 de setembro, com exibições de segunda a quinta-feira, às 00:30 e Animatrix no lugar de Trigun à 1h nos mesmos dias.

A partir do dia 18 de Setembro o Boomerang altera sua programação e coloca a versão ocidental de Tokyo Mew Mew no lugar de Kaleido Star. A exibição ocorrerá de Segunda à Sexta, às 17hs.

Editora JBC promove Alternative Reality Game no AnimeCon 2006

A Editora JBC estará com uma novidade no sábado e no domingo do Animecon 2006. O jogo se chama ARG, que é a sigla de Alternative Reality Game. Ele terá um formato de “caça ao tesouro”. Na portaria do evento, o visitante receberá um “biscoitinho da sorte” já com uma pista. Daí, a partir dela, ele irá atrás das demais pistas, até chegar no cofre, onde estão os prêmios. Quais serão eles? Participe e descubra!

PBKids lança concurso em parceria com a LEGO

Os modelos podem ser construídos com qualquer tipo de peça, desde que seja LEGO. O tema é livre, mas os modelos não devem ultrapassar 60 cm de comprimento, largura e altura, para efeitos de exposição.

Podem participar crianças de 4 a 12 anos, que serão divididas em três categorias de acordo com a idade. Serão premiados os três primeiros colocados de cada categoria.

O concurso terá duas fases, uma pré-classificação e fase final. Ainda restam duas etapas, as quais ocorrerão nas seguintes datas e lojas:

Até o dia 21 de julho: PBKIDS Higienópolis (Rua Dr. Veiga Filho, 402), loja PBKIDS Shopping Jardim Sul e loja PBKIDS Shopping ABC. E, até o dia 29 de julho: loja PBKIDS Shopping Eldorado, loja PBKIDS Shopping Morumbi e loja PBKIDS Shopping Tamboré.

A ficha de inscrição do concurso, que pode ser retirada em qualquer loja da rede PBKIDS ou pelo site www.pbkids.com.br, deverá ser apresentada no ato da entrega do modelo e na sua retirada, após a exposição.

Os modelos selecionados para a final do concurso ficarão expostos na PBKIDS Shopping Eldorado, de 31 de julho a 5 de agosto, data da grande final. Cada modelo será avaliado pela criatividade, técnica e beleza plástica. Os prêmios serão itens da linha DUPLO (para vencedores da Categoria Iniciantes, de 4 a 6 anos); itens da linha Creator (para vencedores da Categoria Experientes, de 7 a 9 anos) e itens da Linha Dino (para vencedores da Categoria Avançado, de 10 a 12 anos).

Release

Programação da Editora JBC para o Animecon 2006

Data: 21/07

Horário das atividades:

Mesas 4 D&T – 11hs às 19hs
Máquinas de Pump it Up! – 11hs às 19hs
Mangateca JBC – 11hs às 19hs

Data: 22/07

Horário das atividades:

Vencedores do WCS 2006 no Palco – 14h30 às 15h30
Mesas 4 D&T – 11hs às 19hs
Máquinas de Pump it Up! – 11hs às 19hs
Mangateca JBC – 11hs às 19hs
Alternative Reality Game – 11hs às 19hs

Data: 23/07

Horário das atividades:

Palestra com tradutores e editores de mangá da Editora JBC no Salão Nobre – 14h30 às 15h30
Oriental Magic Show – 14h30 às 15h30
Mesas 4 D&T – 11hs às 19hs
Máquinas de Pump it Up! – 11hs às 19hs
Mangateca JBC – 11hs às 19hs
Alternative Reality Game – 11hs às 19hs

Animecon 2006
Quando: 21 a 23 de julho
Local: Colégio Marista Arquidiocesano (Rua Domingos de Morais, 2565 – em frente à estação Santa Cruz do metrô)
Preço: R$ 15 (à venda na bilheteria do evento, a partir das 11h – Portaria do Poliesportivo Marista – Rua Loefgreen, 1048)
Mais informações em www.animecon.com.br

Animax está presente no Anime Friends 2006

O Animax participa do Anime Friends 2006, que acontece de 13 a 16 de julho, das 10h às 21h, na UniSant´Anna.

O canal de animes patrocina a Batalha Campal, decorando o cenário e disponibilizando a vestimenta dos participantes, e também oferece o troféu dos vencedores do concurso Animekê para os melhores cantores. O logo da empresa está nas pulseiras de segurança, nas camisetas da organização e nos banners.

A programação do Anime Friends inclui shows, mostras, quiz, games, palestras, campeonatos e – como não poderia deixar de ser – exibição de animês.

Release

Atividades da Editora JBC para o Festival do Japão

Data: 15/07

Horário das atividades:

Origami (workshop) – 10hs às 11hs
Japan Sunset (workshop) – 11h10 às 12h10
Noriko (escrita japonesa) – 13hs às 14hs
Japan Sunset (caricatura) – 14h20 às 15h20
Mágica Close Up – 15h30 às 16h40
Mágica Show – 17hs às 17h20

Data: 16/07

Horário das atividades:

Noriko (escrita japonesa) – 10hs às 11hs
Japan Sunset (workshop) – 11h30 às 12h30
Origami (workshop) – 13h30 às 14h30
Japan Sunset (caricatura) – 15hs às 16h30

Data: 22/07

Horário das atividades:

Japan Sunset (workshop) – 11h30 às 12h30
Origami (workshop) – 13h30 às 14h30
Japan Sunset (caricatura) – 15hs às 16h30
Workshop de Nihongo – 17hs às 18hs

Data: 23/07

Horário das atividades:

Japan Sunset (workshop) – 11h30 às 12h30
Origami (workshop) – 13h30 às 14h30
Japan Sunset (caricatura) – 15hs às 16h30
Workshop de Nihongo – 10hs às 11hs

9º Festival do Japão
Data: 15, 16, 22 e 23 de julho de 2006
Local: Centro de Exposições Imigrantes – Rod. dos Imigrantes, km 1,5, São Paulo
Transporte: ônibus gratuito no metrô Jabaquara
Ingressos: R$ 5 (meia-entrada para estudantes, entrada gratuita para crianças até 8 anos e idosos acima de 65 anos)
Horários: sábados das 10 às 20 horas, domingos das 10 às 18 horas