Animê de Boku no Hero Academia: Impressões

Boku no Hero Academia (My Hero Academia) é um mangá da safra mais recente de lançamentos da Revista Weekly Shonen Jump e vem fazendo muito sucesso no Japão e já está causando furor no mundo.

78745Sua publicação começou em 2014 e as repercussões das atuações (quase) heróicas de Izuku Midoriya (Deku para os mais íntimos) foram tamanhas que uma adaptação em animê foi anunciada para abril de 2016, levando os fãs à loucura!

A 1ª temporada do animê terminou no fim de junho, e agora vamos apresentar a você os melhores momentos e pontos positivos da animação! Tomamos cuidado para não dar muitos spoillers, então colocamos [SPOILLER ALERT] pra quem quiser evitar surpresas.

Nós avisamos, a partir daqui não nos responsabilizaremos pelos seus atos!

1. VOZES

A escolha de vozes para cada personagem foi super acertada!

• Izuku Midoriya é Daiki Yamashita (Sakamichi Onoda de Yowamushi Pedal);
• All Might é Kenta Miyata (Abdol de Jojo’s Bizarre Adventure ­- Parte 3);
• Katsuki Bakugo é Nobuhiko Okamoto (Rin Okumura de Blue Exorcist);
• Tomura Shigaraki é Kouki Uchiyama (Kei Tsukishima de Haikyuu);
• entre outros dubladores maravilhosos!

A empolgação e dedicação de cada um em suas atuações deixaram os momentos de tensão, emoção e adrenalina ficarem ainda maiores nos expectadores.

Nota mil!

[SPOILLER ALERT] Sério, como não chorar/emocionar/soluçar nos momentos que o Deku chora? Quando ele é criança com aqueles olhos cheios de lágrimas, quando All Might conta que ele pode ser um herói, quando luta contra o Tomura… Sério, como não se emocionar com toda a encenação e dedicação do Daiki?! [Fim do spoiller]

2. MÚSICA

Abertura e encerramento super acertados também! Porno Graffitti com “THE DAY” e Brian the Sun com “HEROES” conseguiram retratar muito bem os sentimentos que Deku tem ao tentar virar um herói.

Podemos ver durante o enredo que Deku tem várias dificuldades no caminho para tornar­-se um herói, mas, apesar disso, continua seguindo em frente. Ele sabe que não é forte e não tem poder o suficiente, porém nunca desiste e sempre dá o seu melhor em qualquer situação pois sabe que um dia seu esforço dará frutos.

As músicas retratam exatamente isso: “eu não sou nada e sei disso, mas cada passo que eu der, cada tropeço que eu tiver, tudo pode mudar o meu destino. Não vou desistir nunca pois sei que um dia, um dia, conseguirei cumprir meu objetivo!”

Caíram algumas lágrimas? É, na gente também.

6a2

Abertura “THE DAY”, de Porno Graffitti

3. ANIMAÇÃO

A animação, dirigida pelo estúdio BONES, ficou simplesmente fantástica! Quem leu o mangá conseguiu ver que a representação de determinados quadros para o animê ficaram muito bem animados. A sequência de ações não falha, e mesmo sabendo o que vai acontecer, não dá pra deixar de sofrer assistindo!

Os animadores conseguiram aproveitar muito bem a quantidade de episódios designada para retratarem desde o começo do Deku sem poderes até o meio do volume #3 do mangá, [SPOILLER ALERT] na invasão dos vilões à UA. Como não entrar em êxtase quando All Might enfrenta os vilões, especialmente na luta contra o Nomu? Aquela sequência de socos, UAU!! Ou quando Deku pula pra cima dos vilões para salvar o Ka­chan ou ajudar a Uraraka? Quando o Deku dá os SMASHs dele? Quando… okay, todas as cenas do Deku em ação!

E como não chorar quando o Deku é criancinha, com aqueles olhos cheios de lágrimas? Quando ele se acaba em lágrimas lá pro final do episódio 2, quando descobre que também pode ser um herói? Quando está com o corpo todo quebrado depois dos SMASHs? Quando luta contra o Ka­chan no treinamento? Quando… okay, todas as cenas do Deku de novo! [Fim do spoiller]

Tudo isso em 13 episódios! Sério, palmas para eles, ficou bom demais! <3

Fizemos uma pequena coletânea de GIFs com algumas das melhores cenas, se quiser evitar spoillers, não veja! (Você foi avisado mais uma vez!)

4. EQUILÍBRIO

Um dos pontos altos do animê foi o equilíbrio entre o drama e a comédia.

Não há exageros nessa parte; nem drama demais, nem comédia demais. Os produtores acertaram muito! Cada episódio vem super equilibrado, então digamos que você sofre, mas ri na mesma quantidade (rs).

[SPOILLER ALERT]
Peguemos por exemplo o episódio 1. A gente ri com o Deku todo atrapalhado e “apanhando” de Bakugo, e sofremos de amores com ele criança, querendo ver o vídeo do All Might em ação, mas também sofremos de dó quando ele descobre que não tem um dom especial. Viu como rimos e sofremos na mesma quantidade?

É, esses dois sentimentos andam lado a lado em Boku no Hero Academia… [Fim do spoiller]

Em resumo, Boku no Hero Academia foi um dos, se não o melhor, animê da temporada passada! Animação, atuação, trilha sonora, tudo na medida certa, deixando os fãs super satisfeitos e sedentos por mais! Quem ainda não viu, fica a dica!

O animê acabou em junho e ficamos um pouco tristes com seu fim, mas esse sentimento durou pouco, pois logo foi anunciada a Segunda Temporada!!! Não sabemos detalhes de quando essa super animação vai voltar, mas já estamos com altas expectativas (muitos apostam que essa nova temporada já estreia em outubro de 2016. Será?).

Atualmente, o mangá conta com 9 edições no Japão, e a JBC publicará este mangá ainda este ano no Brasil. Já estamos trabalhando na tradução e na capa nacional, e em breve revelaremos quando será lançado!

Fiquem sempre ligados por aqui, no Facebook e no Twitter para novas informações!

tumblr_o3a7y4a9ji1rvbl4vo5_500

Vlw!

Share

Marina Okamura

Constantemente procurando novos mangás para ler com algumas viagens para o mundo 2D.

Você também pode se interessar por: