One-shots do Kiyohara

 

one-shots hiro kiyohara

Você já ouviu falar em Hiro Kiyohara?
O mangaká estreou com a obra “Sakura Simmetry” (Simetria cor-de-sakura) na edição de maio de 2005 da revista Shonen Ace. Foi o artista do mangá “Shissou Holiday”, publicado em 2006.

Nada ainda?
Pois bem, ele também é o mesmo ilustrador do famoso mangá Another! Lembrou dele?

Conheça mais sobre outras one-shots, uma diferente da outra, desse mangaká publicados pela JBC!

 

TSUMITSUKI – Espírito da culpa
Cidades do interior são conhecidas por suas lendas urbanas, carregadas de mistérios e aparições sobrenaturais.
Em uma delas, a lenda local é sobre os Tsumitsukis, espíritos que se aproveitam da culpa e do remorso das pessoas para devorá-las por dentro e assumirem seus corpos. Chinatsu Takada, uma garota que mudou-se recentemente para tal cidade, irá conhecer de perto o terror dos Tsumitsukis quando depara-se com Kuroe, um misterioso garoto que parece conhecer até bem demais sobre esses espíritos e o destino cruel que recai sobre as pessoas que com ele se encontram.
O primeiro encadernado de Kiyohara vem com uma trama sobrenatural de terror super empolgante, que vai te prender do começo ao fim!

SÓ VOCÊ PODE OUVIR – Kimi ni shika kikoenai
Ryo é uma garota com muita dificuldade de se comunicar com seus colegas de classe e queria muito ter um telefone celular, já que todos têm um. O desejo é tão forte que ela começa a imaginar como seria seu “celular dos sonhos” em todos os detalhes. Um dia, enquanto se imagina fazendo uma ligação pelo celular imaginário, alguém atende essa “ligação”.
Segundo encadernado do autor baseado na história original de Otsuichi, Só você pode ouvir é uma história sensível, sobre o desejo de se relacionar, de se comunicar e de ouvir e ser ouvido.

FERIDAS – Kizu
Terceiro encadernado do autor com história original de Otsuichi, Feridas é a história de dois garotos, Keigo e Asato, que se conhecem em uma turma especial na escola. Os dois dividem o mesmo problema: depois de tudo que passaram, não conseguem mais confiar nos adultos. Porém tudo muda quando Keigo descobre que Asato tem um poder sobrenatural: ele pode pegar as feridas das pessoas e passar para seu próprio corpo. Mas esse poder tão bonito e especial acaba trazendo à tona o que há de pior nas pessoas.
Diferente das anteriores, Feridas é uma história inusitada, na qual Kiyohara retrata a visão que as crianças tem com o mundo adulto e como lidam com a tristeza e o mundo.

Achou algum título interessante? Quer ler na íntegra?
Então confira algumas lojas especializadas com esses 3 mangás!

 
TSUMITSUKI

SÓ VOCÊ PODE OUVIR

FERIDAS

Share

Redação Henshin!

Redação do Site Henshin! e dos Mangás JBC

Você também pode se interessar por: