Orange, um delicado romance de Ichigo Takano

maxresdefaultImagine receber uma carta narrando os acontecimentos do dia, datada de 10 anos no futuro, o remetente sendo você mesmo. Por incrível que pareça, o que a carta ditou realmente acontece, e ela termina com uma ordem: “mude o futuro”. Você acreditaria? Tentaria seguir o que seu “eu” do futuro recomenda? Mas afinal, saber o que acontece de antemão garante que o futuro irá mudar? Será que é “correto” mudar o futuro?

Orange, de Ichigo Takano, parte dessa premissa. Originalmente publicado em abril de 2012, na revista shoujo Bessatsu Margaret (Shueisha), apesar do sucesso que conquistou, a série acabou entrando em hiato a partir de dezembro do mesmo ano, devido a problemas de saúde da autora. Para alegria dos fãs da obra, Orange foi retomado em 2014, agora na Monthly Action, da editora Futabasha, totalizando 4 volumes até agora, e com término já anunciado no quinto, em outubro deste ano.

Uma sensível história que mescla romance e ficção, Orange já vendeu mais de 1 milhão de cópias no Japão, ficou em 5ºlugar na lista de recomendações de leitura das livrarias e em 15º lugar no ranking do “Kono manga ga sugoi!” (“Este mangá é demais!”), da editora Takarajimasha. Tal é o sucesso da obra que um filme já está em andamento, com estreia prevista para dezembro deste ano (saiba tudo aqui).

Capa do vol.1 japonês

Capa do vol.1 japonês

Não siga a sua vida com arrependimentos

No primeiro dia de aula do 2º ano do ensino médio, a tímida Naho Takamiya recebe uma misteriosa carta endereçada a ela, datada de 10 anos no futuro. O seu conteúdo relatava com detalhes minuciosos e comentários pertinentes todos os acontecimentos do dia de Naho, e qual a surpresa, não só o que estava escrito realmente acontecia como também o remetente era ela mesma.

O objetivo da carta era direcionar a “Naho do presente” a impedir o maior arrependimento da vida da “Naho do futuro”: o suicídio de Kakeru Naruse, o primeiro amor da garota.

Como essas cartas chegam até Naho? Por quê Kakeru irá se matar? E o mais importante: será mesmo que saber o que vai acontecer ajuda a impedir o futuro de outra pessoa? É assim que Orange, com sutileza e delicadeza, leva os leitores a uma experiência sem igual, de verdadeira reflexão sobre a dor da perda (de algo que ainda nem se perdeu) e a vontade de querer mudar.

Em 2015, esse tocante mangá chega ao Brasil pela Editora JBC, e é o 6º shoujo da lista que já inclui Sailor Moon Short Stories, Codename Sailor V, Vitamin, Limit e Wish. Fique de olho aqui na Henshin para saber de mais novidades de Orange (ou, corra o risco de receber uma cartinha em casa também…).

 

Share

Renata Leitão

Assistente editorial que flooda o twitter da Henshin, ultrafã de tokusatsu, e que gosta de disparar Rayguns no bumbum dos outros nas horas vagas.

Você também pode se interessar por: